Perguntas Frequentes

Muitas mães me mandam perguntas e dúvidas soobre diversos assuntos, mas os mais frequentes estão aqui compilados, para outras dúvidas deixem seus comentários ou enviem suas dúvidas abaixo:

01

O que fazer quando o leite materno seca? Qual remédio devo tomar para o voltar a amamentar meu filho?

O estímulo ao aleitamento materno e sua produção funcionam através de uma regulação hormonal. Quanto maior o estímulo, ou seja, quanto mais vezes o bebê suga o seio materno, o seu cérebro "entende" que precisa aumentar a produção e ocorre o estímulo à produção de leite. Outro detalhe importante é que o aleitamento materno deve ser feito com a técnica correta. Existem medicações que podem aumentar a produção de leite, mas só podem e devem ser prescritos após avaliação médica. A técnica de aleitamento e todas as suas particularidades devem ser vistas na consulta com o pediatra.

02

Eu tive um filho com Sindrome de Hipoplasia do Coração Esquerdo (SHCE), e infelizmente ele faleceu há pouco tempo.....gostaria de saber se eu corro risco em ter outro filho cardiopata...o que devo fazer pra prevenir que isso aconteça outra vez?

Cardiopatias congênitas muitas vezes podem estar relacionadas a síndromes específicas, como síndrome de Down, Sindrome de Turner ou Síndrome de Noonan. ..a SHCE é cardiopatia grave e rara, que não está necessariamente associada a nenhuma síndrome específica. Entretanto, existem hipóteses de que doenças infecciosas durante a gravidez podem afetar o desenvolvimento da válvula mitral que culminaria nessa cardiopatia, por exemplo a rubéola congênita. O aconselhamento genético é mandatório se planejam ter outro filho.

 

03

O que é a Quinta Doença e o que ela causa?

A quinta doença é também conhecida como Eritema Infeccioso ou criança com fácies esbofeteada, pois ocorre uma erupção cutânea nas faces, que dão a impressão de ter sido esbofeteada. Causada pelo Parvovírus B19, é uma doença benigna que acomete crianças dos 2 aos 14 anos de idade, mais comum em pré escolares. Os sintomas são manifestações sistêmicas leves, como febre, exantema maculopapular característico em face, pruriginoso e que dissemina para tronco e membros. Desaparece em torno de 10 dias e pode haver recrudescimento da doença após exposição ao sol, exercício físico ou banhos quentes. 
Crianças com doença falciforme ou doenças hematológicas podem ter complicações mais sérias e requerem tratamento específico. Essa doença não inflama os gânglios do pescoço, que geralmente é causado por outras doenças, e o diagnóstico diferencial deve ser feito com Escarlatina, Mononucleose e Doença de Kawasaki. 
O tratamento é sintomático, com resolução espontânea.

04

 Qual a diferença entre alergia ao leite de vaca e intolerância a lactose?
A alergia a proteína do leite de vaca é a alergia alimentar mais comum da infância, e trata-se de uma alergia alimentar imunomediada, ou seja, mediada por IgE, que reconhecem a proteína do leite de vaca como estranhos ao organismo. Os sintomas são: diarréia, sangue nas fezes, para de crescimento, refluxo gastroesofágico, dermatite, manchas pelo corpo. O tratamento é a exclusão do leite de vaca da criança, através de formulas especiais, e se em aleitamento materno exclusivo, exclusão dos leites e derivados na dieta da mãe.
A intolerância à lactose é a ausência ou diminuição de uma enzima presente no nosso corpo, chamada lactase. Os sintomas são: diarréia, vômitos, distensão abdominal e cólicas. O tratamento baseia-se na diminuição da ingestão de leite e derivados, ou consumir produtos com baixo teor de lactose. Ambos os casos devem ser acompanhados por especialista.

 

05

Por que a criança sente frio quando está com febre? 

A febre nada mais é que o aumento de temperatura secundário a um processo infeccioso, seja viral, bacteriano. A febre gera a sensação de frio pois a temperatura normal do corpo humano fica em torno de 36 a 37,5C, numa temperatura ambiente de 20C por exemplo, perdemos calor para o meio ambiente e temos frio. Além disso, durante a febre ocorrem o aumento do metabolismo como um todo, com aumento da atividade enzimática, aumento da frequência cardíaca e respiratória. O corpo literalmente se "prepara para a guerra", ou seja, ativa os seus mecanismos de defesa para combater algum intruso. A presença de tremores ou calafrios durante a febre pode ser secundário também a um processo de bacteremia ou viremia, ou seja, o vírus ou a bactéria circulando na corrente sanguínea.